[Talk-br] RES: Má importação em Sobradinho (IMPORTANTE)

Fernando Trebien fernando.trebien em gmail.com
Quinta Agosto 22 03:22:49 UTC 2013


) Compartilho plenamente dos seus sentimentos, Gerald. A administração
do TrackSource não deve entender que queremos "roubar" a informação
(definitivamente não queremos), nem a comunidade do OSM deve pensar
que alguns colaboradores do TrackSource estão querendo nos envolver
numa disputa legal. Eu considero que ambos os lados estão sendo
sinceros nas suas intenções - o TrackSource em tentar garantir a
liberdade não-comercial das suas informações e a atribuição ao esforço
de manter o projeto por tantos anos, e os colaboradores que estão
querendo nos passar os seus dados na tentativa de tornar o resultado
do seu próprio esforço disponível ao maior número de usuários
possível, não importa por qual canal. Eu sugiro que o pessoal que
ainda desenvolve o TrackSource tenha as mesmas preocupações legais que
a comunidade do OSM tem, do contrário podem eles se envolver num
problema legal mais adiante. E nesse aspecto, acho muito pertinente
essa discussão (e são bem-vindos, mesmo que não contribuam com o OSM
diretamente). E mais: de repente encontramos juntos uma forma de nos
livrarmos das amarras legais (particularmente do Google), e isso
beneficiaria a ambos os projetos. A administração do TrackSource não
precisa se preocupar porque não vamos copiar a informação diretamente
do site deles (uma instrução que estabelecemos desde o começo), apenas
a informação contribuída diretamente pelos DMs e DEs (que a essas
alturas já estão muito bem informados sobre o que não devem fazer;
mesmo assim estamos monitorando e tirando dúvidas quando nos
perguntam).

Achei isto agora há pouco, acho que ajuda a contextualizar a nossa
discussão (e é util pro pessoal do TrackSource também):
http://commons.wikimedia.org/wiki/Commons:Derivative_works#Maps

Acho muito difícil encontrar informação precisa assim sobre os
procedimentos legais no Brasil. Tentei e não consegui. Sei que a nossa
Justiça frequentemente se espelha no sistema judiciário alemão. Tentei
traduzir a versão em alemão do mesmo artigo, mas algumas partes não
ficaram entendíveis, e de qualquer forma mesmo uma tradução com o
Google Translate não é confiável. Talvez alguém aqui na lista fale
alemão e possa ajudar? Ou talvez alguém tenha experiência com Direito?

Outros links interessantes:
http://mundogeo.com/blog/2001/08/01/direito-autoral-copyright-de-mapas/
http://www.patentnet.com.br/dirautoral_oquee.htm
http://en.wikipedia.org/wiki/Trap_street
https://help.openstreetmap.org/questions/710/can-i-use-google-streetview-to-help-create-maps

Em particular, uma das respostas desse último link cita: "Tracing on
them is not allowed without permission because you don't copy facts
only, you also copy those georeferencing information."

A minha conclusão (pessoal, subjetiva, possivelmente incorreta) é que,
eliminando a informação do georreferenciamento do Google (por exemplo,
alinhando cada ponto com o Bing), sobram apenas "representações dos
fatos" (contidos em imagens, extraíveis apenas pela percepção humana),
e o Google não pode impor direitos autorais sobre fatos (nem aqui nem
nos EUA), apenas sobre suas representações. Mas a representação
"vetorial" não estava originalmente contida nas "imagens" do Google
(você não pode transformar uma na outra por um método automático),
logo são uma criação (que requer operação manual, criatividade,
método, e varia segundo estilo pessoal). Parte dessa criação (os
limites de erro dos pontos) está condicionada a dados que são trabalho
do Google (georreferenciamento/ortorretificação), e isso é fácil de
verificar ao justapor o mapa com a imagem do Google, mas como eu disse
isso é fácil de eliminar. Uma derivação seria obter dados vetoriais do
Google (incluindo traçados sobre a camada "vetorial") e modificá-los.
Uma analogia seria a de um artista copiando uma foto ao esboçá-la num
papel sobre a foto: acredito que ninguém cobraria os direitos autorais
da foto nesse caso, mesmo que a foto tenha custado algum trabalho (o
que seria equivalente aos custos do Google em obter e disponibilizar
as imagens).

Posso estar louco mas essa é a interpretação mais literal da lei que
eu consigo vislumbrar no contexto da cartografia e das atividades que
podem ser realizadas sobre os dados vetoriais e as imagens de
satélite. Mas de novo, não sou especialista. Opiniões?

2013/8/21 Gerald Weber <gweberbh em gmail.com>:
> O TrackSource é um projeto muito legal, e seus mapas são fantásticos,
> especialmente no tocante a trilhas 4x4.
>
> Fico satisfeito em ver algum diálogo entre OSM-Brasil e Tracksource,
> ainda que seria desejável que fosse em circunstâncias mais felizes.
> Acho importante a manutenção deste diálogo para minimizar problemas e
> deixar explícito o que pode e o que não pode ser compartilhado.
>
> Dito tudo isto, eu confesso que me dá certa aflição ver o esforço de
> mapear este país gigantesco sendo dividido em duas comunidades
> distintas. Os projetos tem perfis muito diferentes, cada um com suas
> vantagens e desvantagens. Mas o objetivo final é essencialmente o
> mesmo: ter mapas bons para usar.
>
> Assim fico imaginando o tanto que os dois projetos poderiam estar
> muito mais avançados se houvesse uma colaboração mais estreita.
>
> abraço a todos
>
> Gerald
>
>
> 2013/8/20 Projeto TrackSource <faleconosco em tracksource.org.br>:
>> Exato!
>>
>> Parabéns a todos do OSM! Sempre fui grande admirador do projeto como um
>> todo, mas infelizmente quando montamos o Projeto TrackSource, votamos por um
>> tipo de licença que no caso do OSM, não permite a integração, fora o uso de
>> ferramentas que pelo que vi, ferem as regras do OSM, como o uso de imagens
>> do google para montar os mapas (usando o GPS TrackMaker), mapas cedidas
>> apenas para serem usadas conosco  e outras ferramentas.
>>
>> Abs!
>>
>> Alex Rodrigues
>> Projeto TrackSource
>> www.TrackSource.org.br
>
> _______________________________________________
> Talk-br mailing list
> Talk-br em openstreetmap.org
> http://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br



-- 
Fernando Trebien
+55 (51) 9962-5409

"The speed of computer chips doubles every 18 months." (Moore's law)
"The speed of software halves every 18 months." (Gates' law)



Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br