[Talk-br] evento do minc "cartografias colaborativas"

erico dias ericodc em gmail.com
Sábado Janeiro 5 02:25:11 GMT 2013


link: http://culturadigital.br/blog/2012/12/05/cultura-digital-cartografias-colaborativas/



Cultura Digital: Cartografias Colaborativas

publicado por josemuriloem 05 de dezembro de 2012

Nos últimos anos, a cartografia tem se tornado estratégia-chave para
analisar e comunicar questões de saúde pública, planejamento urbano,
justiça ambiental e direitos humanos. Ao realizar o mapeamento de suas
próprias comunidades, e refletir sobre as informações organizadas
visualmente nos mapas criados, a cidadania se capacita para formular
as próprias soluções, e também para argumentar e defender sua visão
sobre as questões.

Os recentes desenvolvimentos em GIS (Sistemas de Informação
Geográfica), as aplicações de mapeamento baseadas na Internet, e a
maior acessibilidade aos conjuntos de dados digitais (dados abertos de
governo) tornaram o mapeamento viável para pessoas com poucos recursos
e treinamento técnico. Podemos dizer, também, que está em curso um
processo de crescente valorização do pensamento geográfico, e do valor
de olhar para os problemas sociais e ambientais através de uma lente
geográfica. Por estranho que pareça, na contexto da
(desterritorializada?) cultura digital, conceitos como espaço e lugar
ganham relevância estratégica.

E nós com isso?!

ABERTURA, transparência e participação na formulação, no
acompanhamento e na avaliação das políticas públicas — estes são
elementos que compõem a proposta colocada à mesa pelo paradigma
digital. Frente a isso, reconhecemos o papel estratégico do Estado de
organizar espaços públicos de colaboração e de incentivar o potencial
inovador da sociedade.

No momento atual, a Secretaria de Políticas Culturais (SPC) trabalha
com a implementação e divulgação doPlano Nacional de Cultura, que teve
suas metas pactuadas em dezembro de 2011. Também vem sendo
desenvolvido pela SPC o Sistema Nacional de Informações e Indicadores
Culturais – SNIIC. Enquanto o primeiro é a consolidação de uma
política cultural definida em conjunto pelo governo e pela sociedade,
dialogado e firmado por meio dos processos das Conferências de
Cultura; o segundo está sendo desenvolvido em um modelo de dados
abertos públicos, no qual a sociedade está convidada a participar na
coleta e na organização das informações – Data Crowdsourcing. Além
disso, o SNIIC será fonte para uma plataforma pública de monitoramento
e avaliação do Plano Nacional de Cultura para os órgãos e entidades
públicos, o Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC) e a
sociedade civil.

É nesse contexto que estamos construindo a iniciativa entitulada
“Cartografia Colaborativa”. Primeiramente realizamos um edital com o
objetivo de promover a identificação de projetos de mapeamento
colaborativo espontâneos, ou com apoio de órgãos ou entidades
públicas, universidades e empresas privadas. Oito projetos foram
selecionados, e agora iremos realizar o seminário “Cultura Digital:
Cartografias Colaborativas”, nos dias 10, 11 e 12 de dezembro, no
Museu Nacional em Brasília.

Cartografias Colaborativas, o evento

O objetivo desta iniciativa em torno das “Cartografias Colaborativas“
é conhecer, divulgar e facilitar a sintonia entre os projetos de
mapeamento colaborativo que vêm surgindo pelas cidades do Brasil.
Temos interesse especial também em explorar modos inovadores pelos
quais tais iniciativas podem se conectar ao SNIIC, por um lado
facilitando a utilização da base consolidada em suas aplicações, e por
outro lado impulsionando ações distribuídas de coleta de informação e
registro da cultura brasileira pelo mundo. Por isso, aprogramação do
evento contempla a apresentação dos conceitos de implementação do
SNIIC (‘Dados Abertos e Participação Cidadã‘), e ainda indicações de
como os dados do sistema estarão disponíveis para utilização pelos
projetos parceiros.

No decorrer do evento, os representantes dos projetos selecionados
farão apresentações de suas iniciativas contemplando a concepção da
idéia, modos de mobilização dos colaboradores, e ainda padrões e
plataformas tecnológicas utilizadas na concretização dos projetos.
Algumas iniciativas de mapeamento convidadas pela Secretaria de
Políticas Culturais do MinC também irão apresentar seus projetos, e
debates técnicos específicos completam a programação do evento. É da
troca de dados e informações entre as diferentes iniciativas que,
esperamos, irá emergir o debate e as propostas de soluções
compartilhadas para os desafios apresentados.

Nosso objetivo é, ao final da jornada, haver promovido uma conversa
pertinente sobre os aspectos que envolvem a mobilização da sociedade
em torno da disponibilização aberta de dados públicos pelo estado, e
também sobre a utilização efetiva de padrões, tecnologias e
plataformas abertas para coleta e disponiblização de dados
cartográficos colaborativos.

Se você se interessou pelo tema, acompanhe o evento, pessoalmente ou
por intermédio do blog “Cartografia Colaborativa“, aqui mesmo na nossa
rede CulturaDigital.br. O evento em si é apenas a primeira etapa de um
processo de formulação compartilhada no qual esperamos contar com a
participação ampla de todos os que se dedicam ao tema.

José Murilo é
Coordenador-Geral de Cultura Digital do MinC
Editor do Blog ‘Ecologia Digital‘
@josemurilo







--
ºLº :)



Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br