[Talk-br] Redefinir a classificação de trunk

Fernando Trebien fernando.trebien em gmail.com
Segunda Julho 7 04:39:44 UTC 2014


2014-07-06 18:47 GMT-03:00 Paulo Carvalho <paulo.r.m.carvalho em gmail.com>:
> Classe: posição da via na hierarquia.  Tem impacto na formação do grafo de
> múltiplos níveis dos algoritmos de roteamento.  Tem impacto também na
> otimização dos renderizadores, pois somente as vias de mais alto nível são
> desenhadas com zoom mais afastado.

Nenhum dos roteadores que eu usei nos últimos tempos usa a classe da
via para otimizar o grafo. Mas para renderização sim há uma diferença.

> Velocidade: Tem impacto no cálculo da rota no modo mais rápido.  Tem impacto
> também em funcionalidades como aviso de velocidade máxima, etc.

Somente se não for acrescentada a etiqueta maxspeed. Sem essa
etiqueta, não são gerados alertas de velocidade (a menos que você
tenha customizado algum um conversor para obter esse efeito).

>    Logo é perfeitamente válido uma motorway com max_speed=30km/h, por
> exemplo, numa Transamazônica da vida.  Se você classificar uma via muito
> baixo por causa da velocidade, corre o risco de quebrar o roteamento de
> longa distância.
>
>    O critério de classificação de uma via deveria ser a importância que ela
> tem na infraestrutura rodoviária e não sua velocidade.

Ok. Mas qual nível você leva em consideração para definir a
importância de uma via? O nível do bairro? O nível municipal? O
estadual? O nacional? O continental?

> []s
>
> Paulo
>
>
>
> Em 6 de julho de 2014 17:53, Gabriel Teixeira
> <gabrieldiegoteixeira em gmail.com> escreveu:
>
>> De fato eu tive uma discussão recente com uma outra pessoa sobre isso. É
>> muito importante ressaltar claramente que o trecho não é motorway pois isso
>> tem implicações fortes: velocidade reduzida; congestionamentos na
>> aproximação; impossível ultrapassar.
>>
>>
>> 2014-07-06 17:47 GMT-03:00 Nelson A. de Oliveira <naoliv em gmail.com>:
>>
>>> 2014-07-06 17:19 GMT-03:00 Gabriel Teixeira
>>> <gabrieldiegoteixeira em gmail.com>:
>>> > Outra razão
>>> > é isso: http://www.openstreetmap.org/#map=14/-28.4308/-48.8353 Neste
>>> > trecho
>>> > está sendo construido uma nova ponte e a rodovia está usando o trecho
>>> > antigo
>>> > não duplicado. Se fosse usado primary, a rodovia ficaria no mesmo nível
>>> > hierárquico que o acesso a Laguna (SC-436), embora o transito da
>>> > rodovia
>>> > tenha prioridade sobre a mesma e carrega majoritariamente tráfego de
>>> > longa
>>> > distância, enquanto a SC-436 carrega somente tráfego local.
>>>
>>> Não precisa (e nem deve) reclassificar apenas um trecho diferente da
>>> rodovia.
>>> Se ela é duplicada praticamente em toda a sua extensão mas fica
>>> simples em um trecho, não há necessidade de mudar a classificação.
>>>
>>> _______________________________________________
>>> Talk-br mailing list
>>> Talk-br em openstreetmap.org
>>> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>>
>>
>>
>> _______________________________________________
>> Talk-br mailing list
>> Talk-br em openstreetmap.org
>> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>>
>
>
> _______________________________________________
> Talk-br mailing list
> Talk-br em openstreetmap.org
> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>



-- 
Fernando Trebien
+55 (51) 9962-5409

"Nullius in verba."



Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br