[Talk-br] Edição destrutiva no Rio de Janeiro

Fernando Trebien fernando.trebien em gmail.com
Terça Maio 13 18:12:25 UTC 2014


Cara, eu tenho condições de reverter hoje lá pelas 18h (tô sem a
infraestrutura necessária aqui), salvando uma cópia do estado atual
(anterior à reversão), mas se alguém quiser se adiantar, dou todo o meu
apoio. Eu começaria aplicando o Reverter do JOSM (vai levar muito tempo pra
baixar todos os milhares de objetos modificados) e dando um Ctrl+Z para
"desfazer a reversão". Isso deve dar os objetos modificados no seu estado
imediatamente após a edição. Daí é só salvar o arquivo, dar mais um Ctrl+Z
(para aplicar a reversão), resolver os conflitos (que devem ser muitos!) e
enviar. Caso os conflitos realmente sejam muitos (centenas, ou milhares),
também dá pra pular a etapa de solução de conflitos e rodar a reversão com
o script revert.pl.


2014-05-13 14:23 GMT-03:00 Arlindo Pereira <openstreetmap em arlindopereira.com
>:

> Trocamos mensagens hoje, expostas abaixo. De qualquer maneira, gostaria de
> solicitar a reversão imediata do changeset 22272862<http://www.openstreetmap.org/changeset/22272862> e
> que, se possível, quem o fizer guarde um arquivo .osm para que ele possa ir
> subindo as coisas aos poucos.
>
> O usuário respondeu com a seguinte mensagem:
>
>
>  Thiago Pv <http://www.openstreetmap.org/user/Thiago%20Pv>
> 13 de Maio de 2014 às 14:13
>
> Bom dia Arlindo,
>
> Eu imaginei que seria polêmico esse changeset pois eu acabei me empolgando
> e trabalhei demais num só, o que sei que não é recomendável. No total, se
> não me engano, foram quase 8000 modificações, coisa que somente me
> arrependo por dificultar a validação por quem avalia friamente a lista de
> modificações e acaba criando mesmo este tipo de confusão, mas vou tentar
> esclarecer.
>
> Primeiramente, em resumo, o pesado das modificações foram no ajuste da
> Avenida das Américas, incluindo as vias do BRT e posicionamento das
> estações, desde o lado de Guaratiba da Grota Funda até a parte pouco após o
> Barra Shopping, seus links de saída para as vias laterais e acesso às vias
> residenciais, também tratei pesadamente as vias dos condomínios na parte
> superior da Av das Américas compreendidos entre a Av. Salvador Allende e o
> Aeroporto de Jacarepaguá a nas vias de acesso à Península, atrás dos
> shoppings (todo o trabalho foi baseado em trilhas de GPS e também com o uso
> das imagens do Bing, além do conhecimento pessoal pois circulo muito
> naquela região).
>
> Com relação às exclusões de Linhas, a maioria delas se tratavam de
> pequenos links entre vias paralelas e de alguma forma foram substituídas ou
> refeitas no local onde de fato existe o caminho e não foi deixado nenhum
> gap no mapa, tanto que a maioria destas vias excluídas não possui nem nome.
> Além disso haviam diversos casos de vias duplicadas sobrepostas, e trechos
> de uma rua ou avenida com atributos idênticos mas eram separadas em vias
> diferentes e no caso eu somente uni elas transformando-as num só elemento
> (haviam muitos casos assim), isso é importante inclusive para homogeneizar
> os as informações do elemento pois muitas vezes um pedaço da via está com
> os dados mais completos, por exemplo em alguns casos num trecho o nome era
> escrito com acento e no outro não, ou então diferença de maiúscula no nome
> e ao unir foi mantido apenas o atributo correto, neste tipo caso de união
> de duas vias um dos elementos acaba sendo excluído, quando efetivamente
> nada muda. Entendo que sua preocupação nesse caso possa se dar quando há a
> associação do elemento com relações, de transportes por exemplo, mas eu
> avaliei caso a caso e não fiz a união nestas situações.
>
> No caso dos nós é inevitável que se exclua muitos, salvo raras exceções,
> se tratavam de nós excessivos de vias, principalmente naquele caso de
> longas avenidas retas eu busquei otimizar o uso demasiado e desnecessário.
> Nós com atributos foram sempre mantidos. E neste changeset também inclui a
> resolução de diversas inconsistências apontadas pelo validador do JOSM eu
> fiz uma limpeza também de pontos de identificação duplicados sobre áreas já
> definidas com a mesma identificação, por exemplo quando criam uma praça e
> usam a ferramenta de área para desenhar o território da praça e nele
> colocam todos os atributos da praça mas redundantemente criam um ponto
> sobre aquela área com os mesmos atributos, algo que é errado e o validador
> indica na relação de erros e avisos (também vi vários casos).
>
> Claro que além destas razões levantadas aqui há outras centenas
> particulares que não recordarei devido ao universo de alterações do
> changeset.
>
> Para verificar a qualidade da alteração sugiro comparar visualmente o
> antes e depois principalmente nas regiões onde mais efetuei alterações e
> verá como aumentou a abrangência de ruas mapeadas, acessos, links e como
> melhorou a definição e o alinhamento delas, principalmente os retornos na
> Av. das Américas e o bonito desenho de ondas nas ruas dos condomínios
> naquela região que estavam "enquadradadas" (anti aliasing braçal :), o
> condomínio atrás do aeroporto, etc... Eu tentei descobrir uma forma de
> visualizar um mapa anterior à modificação mas não descobri como.
>
> Percebo que você é a pessoa mais participativa e comprometida com a
> qualidade do mapa do Rio mas peço que fique tranquilo que esse também é o
> meu objetivo e eu tenho o defeito de ser bastante perfeccionista nas coisas
> que me dedico e não farei qualquer tipo de vandalismo no mapeamento alheio,
> exclusões no meu caso são com o simples objetivo de otimização e melhora
> mas nunca destrutivo.
>
> Para finalizar peço que não reverta o changeset e caso identifique
> qualquer falha, que obviamente não posso garantir que não tenha cometido
> nenhuma, reverta somente aquele elemento e se possível me informe para que
> eu possa verificar e corrigir com melhores informações até mesmo visitando
> pessoalmente o ponto. É difícil quantificar erros mas duvido que possam
> ultrapassar 5% de todo o trabalho desse changeset e seria um desperdício de
> todo o restante >=95% positivo e que acrescentou muito a toda aquela
> região. E obviamente que eu estarei sempre monitorando a região e
> provavelmente perceberei erros que eventualmente tenham passado
> despercebidos.
>
> Abraços Thiago Vieira
>
>
> E eu respondi assim:
>
>
> 13 de Maio de 2014 às 17:18
>
> Olá Thiago,
>
> que ótimo ver que você está disposto a contribuir e, principalmente,
> respondendo a estas mensagens rapidamente. =)
>
> O que aconteceu foi o seguinte: acompanhando o RSS de edições na RMRJ* [1]
> detectei que várias edições do mapeador Paulo Carvalho foram removidas pelo
> seu changeset. Por exemplo [2], veja que pelo menos uma via definida por
> ele foi removida por você [3].
>
> É admirável o esforço em melhorar o mapa, mas deve-se tomar cuidado para
> não danificar as edições dos outros usuários. Pela sua resposta, é possível
> perceber claramente que esse dano foi absolutamente de forma
> não-intencional. Mas o fato é que você removeu MUITA coisa, inclusive
> restrições de conversão [4], que são uma das coisas mais difíceis de
> detectar a remoção (e que você talvez nem saiba que exista). Verificar um a
> um todos os elementos que você removeu (seu changeset tem 891 edições em
> linhas e 5401 edições em pontos, muitos deles remoções) seria uma tarefa
> hercúlea, beirando o impossível. Por isso, é com pesar que eu digo que
> terei de reverter seu changeset. (E para deixar claro, não pela quantidade
> de objetos mapeados, mas sim pela quantidade de objetos removidos.) =/
>
> Te peço que não desanime em editar no projeto, nem que faça menos edições
> por conta disso - pelo contrário, faça mais edições. Changesets atômicos
> são a palavra chave. Alterações desse tipo tem bastante potencial para
> causar conflitos (por exemplo se outro usuário estiver editando alguma das
> vias afetadas ao mesmo tempo). Não precisa ser um changeset por rua
> alterada também - o ideal seria que você foque em um determinado problema
> por changeset. Por exemplo: num changeset alinhar as estações do BRT, em
> outra realinhar vias e assim por diante. Isso elimina a possibilidade desse
> tipo de problema e facilita muitíssimo o trabalho** de verificar o que foi
> feito num determinado changeset.
>
> Para não perdemos seu trabalho, é possível guardar um .osm com todas as
> alterações que você fez, para que você possa verificar os conjuntos de
> alterações uma a uma e subir em changesets separados. Vou pedir ao usuário
> que fizer a reversão separar este arquivo***.
>
> Quanto às vias com o mesmo nome em segmentos separados, é preciso
> verificar com atenção se elas estão separadas por seus segmentos fazerem
> parte de uma relação (restrição de conversão, rota de ônibus etc.) ou por
> um mero equívoco (possuem exatamente as mesmas tags e participam das mesmas
> relações). Como não sei se você conhece relações, peço para ler a página
> wiki sobre Relações [5], sobre Restrições de Conversão [6] e principalmente
> o excelente tutorial sobre Restrições de Conversão escrito pelo mapeador
> Fernando Trebien [7].
>
> No mais, peço que você participe da lista de discussões talk-br [8]. Não
> são tantos emails por dia (dá para acompanhar numa boa) e lá é possível
> conversar com outros mapeadores. Aqui no Rio de Janeiro, eu, Pedro
> Geaquinto, Marcio (Thundercel) e Paulo Carvalho postamos regularmente.
>
> Desculpe o transtorno, e não desanime. Um abraço,
>
> Arlindo Pereira
>
>    - Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Na prática, um bounding box
>    (retângulo de coordenadas) que eu defini arbitrariamente. ** Atualmente, na
>    RMRJ divido este trabalho com o mapeador Pedro Geaquinto. *** As reversões
>    tem sido feitas por alguns usuários na comunidade e podem ser consultadas
>    neste link:
>    http://wiki.openstreetmap.org/wiki/WikiProject_Brazil/Revers%C3%B5es/Hist%C3%B3rico
>
> 1:
> http://www.openstreetmap.org/history?bbox=-43.726%2C-23.084%2C-42.916%2C-22.655
>  2:http://www.openstreetmap.org/changeset/22114023 3:
> http://www.openstreetmap.org/way/279219401 4:
> http://www.openstreetmap.org/relation/3458859/history ,
> http://www.openstreetmap.org/relation/3632048/history ,
> http://www.openstreetmap.org/relation/3427763/history ,
> http://www.openstreetmap.org/relation/3632047/history ,
> http://www.openstreetmap.org/relation/3427761/history ,
> http://www.openstreetmap.org/relation/3427766/history ,
> http://www.openstreetmap.org/relation/3427764/history e
> http://www.openstreetmap.org/relation/3427765/history 5:
> http://wiki.openstreetmap.org/wiki/Relation 6:
> http://wiki.openstreetmap.org/wiki/Relation:restriction 7:
> http://wiki.openstreetmap.org/wiki/Pt-br:Tutorial:Restri%C3%A7%C3%B5es_de_Convers%C3%A3o
>  8:https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br 9:
> https://lists.openstreetmap.org/pipermail/talk-br/2014-May/007535.html
>
> []s
> Arlindo
>
>
> On Mon, May 12, 2014 at 11:01 PM, Nelson A. de Oliveira <naoliv em gmail.com>wrote:
>
>> Nesse caso reverte primeiro e pergunta depois.
>> Só tem remoção no changeset.
>>
>> _______________________________________________
>> Talk-br mailing list
>> Talk-br em openstreetmap.org
>> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>>
>
>
> _______________________________________________
> Talk-br mailing list
> Talk-br em openstreetmap.org
> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>
>


-- 
Fernando Trebien
+55 (51) 9962-5409

"Nullius in verba."
-------------- Próxima Parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: <http://lists.openstreetmap.org/pipermail/talk-br/attachments/20140513/5d5ce772/attachment-0001.html>


Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br