[Talk-br] Dúvida sobre favelas (aglomerados subnormais)

Fernando Trebien fernando.trebien em gmail.com
Sábado Maio 17 06:09:59 UTC 2014


Roger,

Fique a vontade para renomear essas áreas. Na maioria das vezes o
cadastro do IBGE não especificava como deveria ser chamado, e a
nomenclatura correta varia muito de um lugar para o outro. Só na
importação eu consegui identificar as seguintes variações: vila,
núcleo, comunidade, bairro, invasão, loteamento, região, conjunto,
ressaca, baixada, igarapé, aglomerado, agrovila, assentamento,
ocupação, condomínio (no Distrito Federal), expansão, morro (no Rio de
Janeiro). Acabei adotando "vila" justamente porque é o termo que tem
menos conotações negativas na média, mas o certo é que conste com o
nome que as pessoas mais usam para se referir ao local.

E claro, uma mesma cidade pode ter uma mistura de aglomerados, uns
chamados de vila, outros de favela, outros de núcleo, e por aí vai.

No caso da "Favela do SBT", já que você tem esse receio, eu sugiro que
você procure no Google se esse nome já foi usado pela imprensa alguma
vez. Se sim, pode colocar tranquilamente. Senão, bem, daí o melhor
seria ver se a imprensa usou outro nome. Senão, coloca o que você ouve
com mais frequência mesmo - favela.

Claro que você pode adicionar um alt_name naqueles casos em que
algumas pessoas chamam algo de vila e outras chamam de favela.
Literalmente, não tem nenhuma regra pré-definida pra esses
aglomerados.

2014-05-17 1:32 GMT-03:00 Roger C. Soares <rogersoares em gmail.com>:
> Qual seria a diferença entre vila e favela? Na importação as favelas de
> Ribeirão ficaram com nome vila. Aqui agente conhece por favela, pelo menos
> pra mim vila não remetia a favela, a primeira vez que eu vi isso foi em POA.
>
> Eu nunca cheguei a mudar pq vila é um nome mais simpático que favela. E como
> aqui tem a favela do SBT, pq fica do lado do SBT, nunca soube se seria um
> problema com a marca ter uma "Favela do SBT" mapeada.
>
> Seria melhor alterar os nomes daqui para favela? Ou talvez colocar um
> alt_name para achar nas buscas?
>
> Atenciosamente,
> Roger.
>
> --
> Em 17-05-2014 00:41, Fernando Trebien escreveu:
>
>> A resposta curta: no OSM, não há distinção entre
>> vilas/favelas/condomínios/áreas residenciais genéricas. Os aglomerados
>> eram simplesmente uma fonte fácil de áreas residenciais, com nome e
>> contorno aproximado (que ficou para ser melhorado depois pelos
>> mapeadores locais).
>>
>> A resposta longa: obviamente os aglomerados têm características
>> especiais. Veja a definição dada pelo IBGE [1]: "[Aglomerado
>> subnormal] é o conjunto constituído por 51 ou mais unidades
>> habitacionais caracterizadas por ausência de título de propriedade e
>> pelo menos uma das características abaixo:
>> - irregularidade das vias de circulação e do tamanho e forma dos lotes;
>> e/ou
>> - carência de serviços públicos essenciais (como coleta de lixo, rede
>> de esgoto, rede de água, energia elétrica e iluminação pública)"
>>
>> E a explicação dada logo depois: "Sua existência está relacionada à
>> forte especulação imobiliária e fundiária e ao decorrente espraiamento
>> territorial do tecido urbano, à carência de infraestruturas as mais
>> diversas, incluindo de transporte e, por fim, à periferização da
>> população. Surgem, nesse contexto, como uma resposta de uma parcela da
>> população à necessidade de moradia, e que irá habitar espaços menos
>> valorizados pelo setor imobiliário e fundiário dispersos pelo tecido
>> urbano."
>>
>> Por si só, os aglomerados deveriam ser assunto de interesse político e
>> humanitário, e existe uma equipe forte ligada a esse assunto: o
>> Humanitarian OSM Team (HOT). Há várias coisas que poderiam ser
>> mapeadas dentro dessas áreas e que poderiam motivar discussões sobre
>> política e auxiliar a população a avaliar a situação e com isso cobrar
>> melhorias.
>>
>> Dito isso, também é verdade que as regiões mais carentes geralmente
>> são vítimas de várias circunstâncias negativas, e isso muitas vezes
>> cria um ambiente propenso ao crime (mas há exceções). Então, também
>> existe interesse da população em geral (incluindo turistas) em saber
>> onde ficam essas áreas, por uma questão de segurança pessoal. (Imagine
>> uma senhora idosa, turista, andando pela cidade, sozinha. Onde você
>> diria para ela não ir? Vários lugares, mas acho provável que as
>> regiões desses aglomerados estivessem na lista.) Esse também foi algo
>> que me motivou a importar os aglomerados, e não acho que seja
>> discrimnação e sim a constatação da realidade.
>>
>> Apesar de todas essas diferenças, mesmo não sendo exatamente a mesma
>> coisa que um condomínio planejado de classe média, eu não importei os
>> aglomerados com qualquer distinção (exceto por um pedido pra melhorar
>> os contornos e revisar os nomes), e venho mapeando as duas coisas
>> quase da mesma forma. Aqui em Porto Alegre há inclusive áreas que num
>> passado distante (ali pelos anos 50) foram regiões carentes e hoje são
>> de classe média/média-alta, e são mapeadas exatamente da mesma forma
>> que as regiões carentes, sem distinção [2]. A única diferença clara
>> pros condomínios [3] é que eles normalmente têm endereço e quase
>> sempre também uma cerca ou um muro (barrier=fence ou barrier=wall),
>> enquanto que as vilas e favelas [4] raramente têm essas coisas
>> (algumas às vezes têm muro num lado, mas raramente são inteiramente
>> cercadas).
>>
>> E esse assunto meio que se mistura ao assunto das living streets:
>> http://forum.openstreetmap.org/viewtopic.php?pid=402053
>>
>> [1]
>> http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/imprensa/ppts/00000015164811202013480105748802.pdf
>> [2] https://www.openstreetmap.org/way/254363256
>> [3] https://www.openstreetmap.org/way/254363255
>> [4] https://www.openstreetmap.org/way/210604568
>>
>> 2014-05-16 23:17 GMT-03:00 Raffaello Bruno Limongi Freire
>> <raffaellobruno em hotmail.com>:
>>>
>>> Hum, foi a partir desse caso de importação do Fernando que tive a
>>> interpretação errada de que landuse=residential aplicava-se somente a
>>> favelas, mesmo achando que não fazia sentido.
>>>
>>> Obrigado pelos exemplos.
>>> ________________________________
>>> From: openstreetmap em arlindopereira.com
>>> Date: Fri, 16 May 2014 20:22:13 -0300
>>>
>>> To: talk-br em openstreetmap.org
>>> Subject: Re: [Talk-br] Dúvida sobre favelas (aglomerados subnormais)
>>>
>>> Então,
>>>
>>> esse é um questionamento interessante. O wiki diz "An area of land
>>> dedicated
>>> to, or having predominantly residential houses or apartment buildings."
>>> sem
>>> especificar o tamanho dessa "area of land". Temos usado
>>> landuse=residential
>>> para denotar o contorno tanto de condomínios quanto de favelas por
>>> entender
>>> que essa é uma "área de terra dedicada a, ou predominantemente com casas
>>> residenciais e prédios de apartamentos".
>>>
>>> Citando dois exemplos daqui do Rio de Janeiro:
>>>
>>> 1) Vidigal, "favela" na Zona Sul com um visual maravilhoso e vivendo um
>>> processo de gentrificação avançada, que potencialmente virará bairro
>>> classe
>>> média a médio prazo:
>>> http://www.openstreetmap.org/way/85892154#map=17/-22.99510/-43.24035
>>>
>>> e
>>>
>>> 2) Condomínio Barra de Itaúna, um dos muitos condomínios na Barra da
>>> Tijuca.
>>> http://www.openstreetmap.org/way/279431837#map=18/-22.99979/-43.41825
>>>
>>> Note que esse segundo está ao lado da "A. M. Barra da Tijuca", um dos
>>> mais
>>> de mil "aglomerados subnormais" no município do Rio de Janeiro. Não há
>>> diferença alguma na renderização. =)
>>>
>>> Determinadas vezes, devido ao terreno acidentado, algumas comunidades
>>> possuem muitas ruas apenas para pedestres (highway=footway) e escadarias
>>> (highway=steps). Por exemplo, o Morro da Formiga:
>>> http://www.openstreetmap.org/way/87101354#map=17/-22.94147/-43.24277 Mas
>>> note que não há nenhuma tag adicional.
>>>
>>> Tendo o contorno dos quarteirões de alguma fonte (na minha humilde
>>> opinião
>>> não vale a pena mapear manualmente cada quarteirão), pode-se ainda marcar
>>> os
>>> quarteirões como landuse=residential, caso não haja condomínios
>>> separados.
>>> Por exemplo, os quarteirões de Copacabana:
>>> http://www.openstreetmap.org/way/61015459#map=19/-22.96934/-43.18491
>>>
>>> Veja também este link no fórum:
>>> http://forum.openstreetmap.org/viewtopic.php?id=21457
>>>
>>>
>>> []s
>>> Arlindo Pereira
>>>
>>>
>>> 2014-05-16 19:54 GMT-03:00 Nelson A. de Oliveira <naoliv em gmail.com>:
>>>
>>> 2014-05-16 19:49 GMT-03:00 Raffaello Bruno Limongi Freire
>>> <raffaellobruno em hotmail.com>:
>>>>
>>>> Salvo engano, foi dito aqui que era para desenhar a área das favelas
>>>> como
>>>> landuse=residential. Porém, no wiki
>>>> http://wiki.openstreetmap.org/wiki/Tag:landuse%3Dresidential é
>>>> mencionado
>>>> que essa tag é usada para qualquer área predominantemente residencial.
>>>>
>>>> Então, como deve ser? Tem alguma tag adicional?
>>>
>>> Uma vez perguntei isso no IRC do OSM e me perguntaram várias coisas:
>>> - qual a diferença de uma favela para um lugar "normal"?
>>> - qual a necessidade de classificar de forma diferente uma favela?
>>> - o que uma favela tem que qualquer outra área residencial não tem?
>>>
>>> Eu concordei com os questionamentos e me dei por satisfeito que uma
>>> favela é apenas uma área residencial assim como qualquer outra.
>>> Não acho que, por causa de renda ou condição de moradia ou qualquer
>>> outro critério, seja necessário classificar de forma diferente. É
>>> discriminatório, de certa forma.
>>>
>>> _______________________________________________
>>> Talk-br mailing list
>>> Talk-br em openstreetmap.org
>>> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>>>
>>>
>>>
>>> _______________________________________________ Talk-br mailing list
>>> Talk-br em openstreetmap.org
>>> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>>>
>>> _______________________________________________
>>> Talk-br mailing list
>>> Talk-br em openstreetmap.org
>>> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>>>
>>
>>
>
>
> _______________________________________________
> Talk-br mailing list
> Talk-br em openstreetmap.org
> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br



-- 
Fernando Trebien
+55 (51) 9962-5409

"Nullius in verba."



Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br