[Talk-br] RES: RES: RES: RES: RES: RES: Maratona de Edições da Copa - POI

Alexandre Magno Brito de Medeiros alexandre.mbm em gmail.com
Sexta Maio 23 10:10:37 UTC 2014


E eu concordo com você, mas eu disse o que não queria, pelo visto. Vou
tentar explicar.

Não se trata de manipular os dados para que eles tomem outra forma. Isso
seria malicioso. Desonesto. É um caminho que existe, mas que eu não defendo.

Trata-se de aproveitar o conhecimento que os trabalhadores "humanos" da
empresa tiveram, se ele não foi o mero copiar/colar (ou scan/OCR) dos dados
de uma fonte, a lista telefônica,

Pensemos com um exemplo de proporção menor:

Se meus familiares consultam clínicas de saúde nas listas telefônicas, e
decoram. Pelo uso, necessidade, decoram. Digamos que quatro pessoas
decoraram um total de quinze triplas nome/endereço/telefone. Com
imprecisões do fator humano, obviamente. Os endereços e os telefones estão
em suas mentes. Então  meu pai diz que fulano precisa da relação desses
estabelecimentos e que eu tenho de imprimi-la. Vou colhendo as informações
de cada pessoa (minha fonte imediata) e colocando-as num documento ODT, com
meu padrão de organização e formatação. Nessa situação, não tem por que
atribuir crédito à lista telefônica. Provavelmente meus dados tem novas
imprecisões ou precisões que foram inseridas pelas quatro pessoas, ou mesmo
por mim. E é possível que nem tudo que elas sabiam teve origem na lista
telefônica. Sim, sabemos que não houve sistematização nesse processo.

Atenção! Minha analogia acima perde o sentido de ser aplicada ao caso em
questão se a empresa do Reinaldo tiver sistematicamente "copiado" dados.
Para ficar mais claro: se ele agisse de forma desonesta e sumisse com os
padrões, ele poderia me enganar e eu defenderia o uso dos dados dele. São
em situações como essa que copyright é "reduzido" a "questão de
consciência". "Reduzido" entre aspas; porque, para mim, a questão de
consciência está entre as mais importantes.

Alexandre Magno


Em 23 de maio de 2014 06:44, Bráulio <brauliobezerra em gmail.com> escreveu:

> Discordo. Acho que não importa se a informação foi muito ou pouco
> trabalhada. O fato de ser mais ou menos difícil de se descobrir uma
> violação de copyright não deve ser um dos fatores que definem se os dados
> podem ou não ser importados.
>
>
> 2014-05-23 6:19 GMT-03:00 Alexandre Magno Brito de Medeiros <
> alexandre.mbm em gmail.com>:
>
>> Se essas informações foram muito trabalhadas pelo "humano" da sua
>> empresa, e não tem a formatação e as exatidões que caracterizam-nas na
>> lista telefônica, talvez elas possam ser consideradas como "conhecimento
>> próprio" -- justamente aquele que não sabemos mais de onde veio: de que
>> pessoa que falou, de que professor que ensinou, de que livro que lemos...
>>
>> O que não pode haver é a existência de padrões -- por mais escondidos que
>> estejam -- denunciando uma fonte (no caso, a lista telefônica).
>>
>> Alexandre Magno
>>
>>
>> Em 22 de maio de 2014 19:04, Reinaldo Neves <rneves em equacao.com.br>escreveu:
>>
>>
>>> As informações que tenho em tabelas mysql basicamente nome e endereços de
>>> pontos de interesse compilados e digitadas ao longo do últimos anos em
>>> sites, guias e indicação de taxistas, algumas foram confirmadas por
>>> telefone
>>> ou em listas de assinante e depois digitadas por funcionários da
>>> empresa, de
>>> clientes e taxistas que se utilizam do nosso software.  Mas não houve na
>>> época a preocupação em identificar a fonte usada na confirmação de cada
>>> registro.
>>>
>>> Meus clientes e usuários tinham ciência que a informação repassada seria
>>> incorporada ao banco do software que comercializamos e repassadas a
>>> outros
>>> usuários pois todos tem o mesmo problema o cara liga e pede um taxi no mc
>>> donalds da av paulista, com a informação de endereço na mão a atende sabe
>>> que tem 3 unidades e pode questionar o cliente sem correr o risco de
>>> criar
>>> um problema para o taxista e para o cliente.  Por isso a informação
>>> sempre
>>> que confirmada nos foi repassada.
>>>
>>
-------------- Próxima Parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: <http://lists.openstreetmap.org/pipermail/talk-br/attachments/20140523/56153b18/attachment.html>


Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br