[Talk-br] Classificação de rodovias no Brasil

Fernando Trebien fernando.trebien em gmail.com
Quarta Abril 15 15:30:50 UTC 2015


Eu concordo que não devemos sair mudando classificações enquanto
debatemos (o lugar ideal seria o fórum, eu tentei mais ninguém quis
continuar o debate lá, ele sempre acaba aqui na talk-br), mas um
problema de que não podemos fugir no longo prazo é o de como a
classificação urbana e a interurbana devem se corresponder/combinar,
ou seja, de como esses dois sistemas se conectam. Se optamos por
critérios estruturais para decidir a classificação intermunicipal,
então por que é importante poder representar no mapa uma trunk ou uma
primary sem pavimentação? [1] Ou seria isso uma contradição? O
problema é que nossas ferramentas atualmente não prevêm essa
combinação. Deveriam prever? Se não prevêm e deveriam, isso deveria
afetar nossa forma de classificar? Da última vez, concordamos em
rebaixar a classificação quando a estrutura for precária, mas não
parece ser esse o caminho seguido pelas outras comunidades pelo mundo.

Ontem descobri uma ferramenta usada pelo Partido Pirata para tomar
decisões de forma colaborativa, o Loomio (https://www.loomio.org/).
Quem sabe poderíamos usar pra essa discussão.

Eu acho que a classificação africana tem muito a contribuir nesse
debate. Mas ela não cita qual o critério pras vias "trunk", apenas
motorways e depois de primary em diante. Mesmo assim, há várias trunk
mapeadas. O que ela cita é um critério de conectividade (é recorrente
esse tipo de critério em outros pontos do wiki do OSM): primárias
conectam "cidades grandes", secundárias conectam essas cidades às
"capitais regionais", terciárias conectam pequenos povoados e são as
principais vias urbanas. De novo, o critério "importante" fica
subjetivo - é difícil o pessoal do HOT, à distância, saber quão
relevante a via realmente é localmente, não acha? A menos que se
julgue pela pavimentação ou pela largura da via ou pelo seu
comprimento, que são aspectos visíveis na imagem do satélite, ou que
se tenha uma referência oficial (o lugar ideal pra guardá-la seria o
wiki, pra que mais gente possa consultar). Mas enfim. Talvez o que
precisamos discutir é quais coisas cada via deve conectar para ser
considerada importante. Mas melhor ainda seria se a nossa
classificação urbana "magicamente" correspondesse às classificações
urbanas publicadas pelas prefeituras, daí teríamos uma fórmula que se
aplicaria aos municípios que não publicam tal classificação.

[1] https://github.com/gravitystorm/openstreetmap-carto/issues/110

2015-04-15 11:57 GMT-03:00 Nelson A. de Oliveira <naoliv em gmail.com>:
> 2015-04-15 11:35 GMT-03:00 wille <wille em wille.blog.br>:
>> Assim, não tem nada a ver com o fato da rodovia ser federal ou não. Eu
>> prefiro que continuemos usando o padrão que definimos no passado e que está
>> bastante claro para rodovias, apesar de ser ainda nebuloso para vias
>> urbanas.
>
> Já que tem bastante gente interessada, também acho que os próximos 6
> meses (é sério quando falo isso) devem ser gastos com as vias urbanas,
> mantendo o que já foi discutido antes sobre as rodovias.
>
> _______________________________________________
> Talk-br mailing list
> Talk-br em openstreetmap.org
> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br



-- 
Fernando Trebien
+55 (51) 9962-5409

"Nullius in verba."



Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br