[Talk-br] Votação: uso de boundary=administrative para meso/micro-regiões do IBGE

Leonardo Brondani Schenkel leonardo em schenkel.net
Quarta Maio 4 15:34:04 UTC 2016


On 04/05/2016 15:43, Gerald Weber wrote:
> se você pretende conduzir uma discussão, votação etc, como parece ser o
> caso, então eu sugiro que não responda às mensagens de "cabeça quente"
> como esta que você me mandou. Isto tem apenas tem o potencial de gerar
> mais mensagens de "cabeça quente" e rapidamente isto se transforma numa
> briga improdutiva. Podemos concordar com isto?

Certamente. Preciso admitir que estou positivamente surpreso com o quão
contida foi sua resposta. Estava esperando respostas com ataques
pessoais que eu iria simplesmente ignorar. Então vamos voltar ao campo
mais civilizado. Agradeço a ter sido você que tomou tal iniciativa.

Minha resposta para você foi por frustração, não por raiva. Juro que não
estou bravo com você, apenas frustrado mesmo. Em vez de repetir tudo
aqui, vou postar um link para o fórum onde comentei o assunto que
oferece um 'background' melhor:
http://forum.openstreetmap.org/viewtopic.php?pid=591226#p591226

Sobre conduzir, eu realmente não quero conduzir e preferiria não ter que
fazê-lo. Acontece que como sou eu que parece que comecei a discussão de
uma forma mais direcionada, e aparentemente sou eu que estou propondo
uma mudança do status quo, então vem de mim a iniciativa para justificar
e fazer as coisas acontecerem. Num projeto de voluntários eu acredito
que não é legal dizer "alguém deve fazer isso": acredito em tomar a
responsabilidade e fazer ("fazer" no caso foi criar o tópico e iniciar
uma votação — em retrospecto eu deveria ter chamado de "sondagem", não
de votação já que nada de concreto está sendo votado).

> Por exemplo eu não tenho nenhum "dever de
> casa"  a fazer pois não me comprometi a realizar qualquer tarefa
> específica que seja. Você se expressando desta maneira parece que você
> está nos dando ordens tipo "Votem", "Façam o seu dever de casa", "Leiam
> o que escrevi" etc, o que não vai atrair qualquer tipo de simpatia para
> os seus argumentos. Imagino que não tenha sido esta a sua intenção, mas
> isto pode ser interpretado desta maneira e causar ressentimento.

Acho que só falei dessa forma com você. E acredito que nunca ordenei
ninguém a votar; a lista é pública e você tem todas as ferramentas para
me desmentir, se for o caso.

O que quis dizer na mensagem anterior, e o que causou minha frustração,
é que no meu entendimento eu estou fazendo exatamente isso: tomei a
iniciativa porque se eu proponho uma discussão de mudança, não é justo
que eu espere que alguém mais irá fazê-lo (este é o "dever de casa" que
me refiro). E no meu entendimento, você só escreveu para dizer que a
discussão nem deveria estar acontecendo, ou que a votação não deveria
estar acontecendo, ou deveria ter sido de outra forma. Você realmente
acha que sua contribuição está sendo construtiva, por essa ótica? Eu não
espero que você faça nada, até porque você não tem que fazer nada como
você mesmo disse muito corretamente por sinal, mas seria muito melhor se
você então me sugerisse como fazer uma emenda ao texto da votação, ou
mesmo elaborasse um texto e iniciasse uma votação ou tópico você mesmo.
Você não vai ver eu criticá-lo por isso.

> Eu reconheço que a mensagem de objeção que enviei também não foi das
> mais apropriadas, foi escrita "no susto" no meu celular enquanto estava
> no aeroporto esperando para embarcar. Por isto saiu assim "atravessada"
> e sem detalhes. Peço desculpas por isto.

Desculpas aceitas. O que eu quero é parar de ter discussões "metas" como
essa e discutir o tópico de forma objetiva (opiniões à parte) e sondar a
comunidade. Peço também que considere os motivos que me levaram a ficar
frustrado com você e releve o meu e-mail anterior.

> Eu procuro ler tudo o que você escreve, mas acho que muitos vão
> concordar comigo que se você exercesse um pouco mais de concisão nas
> suas mensagens seria mais simples engajar na discussão. Talvez você
> pudesse dar um pouco mais de atenção a isto.

Anotado. Vou tentar lembrar disso.

> De fato não pretendia voltar a postar sobre o tópico, a menos que
> tivesse novos elementos concretos para contribuir. Mas me surpreendeu o
> início de uma votação e não pude deixar de ignorá-la pelas implicações
> que poderia ter. O problema de uma "votação" é que ela acaba se tornando
> uma "decisão" mesmo que você esteja querendo realizar apenas uma
> sondagem como você diz. Eu tenho vivência suficiente em listas de
> discussão para saber que logo depois virá um "mas nós decidimos que..."
> mesmo que tenha sido apenas uma sondagem. Pode não vir de você, mas pode
> vir de outras pessoas.

Entendo seu ponto, mas temos que assumir que as pessoas têm uma certa
inteligência. Não há como controlar como o que se diz ou faz
publicamente será interpretado por alguém, agora ou no futuro. Por isso
tentei explicar o melhor possível no texto da votação. Tenho certeza que
pode ser melhorado, então aceito sugestões para incorporar no texto.

> Penso que a maneira mais apropriada seria primeiro consultar se todo
> mundo se sente suficientemente esclarecido para iniciar alguma votação,
> e esperar propostas de como encaminhá-la. Se há alguma polêmica, o ideal
> é ver se há alguém neutro o suficiente para encaminhar a votação
> apresentando de maneira resumida os vários pontos de vista. De outro
> modo acaba-se induzindo uma resposta. Por exemplo, quem apenas acompanha
> o Forum, e não viu a discussão prévia da lista, não leu as opiniões
> divergentes sobre o assunto. Assim, tendo visto apenas um lado da
> discussão tenderá a concordar com ela. A pessoa poderia não concordar se
> lesse a discussão na lista. Mesmo incluindo os links para a discussão
> dificilmente vão ler tudo pois vão considerar que a mensagem de
> encaminhamento já resume todo o entendimento, o que não é o caso. Por
> isto é importante colocar de maneira equilibrada e imparcial os vários
> pontos de vista.
> 
> Por isto eu te peço que você suspenda a votação que você inicou. Já tem
> outra pessoa que se manifestou contrário a realização desta votação,
> portanto o correto agora é suspendê-la.

Vou voltar ao ponto anterior: respeito a forma que você acredita que
deva ser uma votação, e o fato de você não concordar com o texto ou a
forma desta votação, então têm todo o direito de protestar e vou até
contabilizar seu protesto, como falei. Entretanto, não posso aceitar que
você queira enterrar a iniciativa porque você faria diferente. Então eu
acredito que você deve tomar a iniciativa e fazer da forma que você
defende. Este é o "dever de casa" a que me referi.

Este tópico específico é também para esclarecimento. Foi por isso que eu
o iniciei, para focar em um ponto específico para facilitar a discussão
e não dividir em 20 coisas diferentes. E não tem como definir quem está
esclarecido e quem não está (e mesmo se tivesse, quem define?), então
apenas formalizei uma forma de expressar o voto de forma que pode ser
totalizado. Dependendo do que surgir na discussão, qualquer um pode
mudar seu voto (e, acredite, até eu).

> Minha sugestão agora é dar um tempo. Você com certeza consegui uma coisa
> importante, estão todos pensando sobre o assunto, coletando informações
> e pesando as consequências em alterar ou deixar como está. 

Como eu disse, vou contar os votos por no mínimo 90 dias. Ninguém tem
pressa.

Para finalizar, obrigado mais uma vez por devolver nossa interação para
um tom mais cívico.

Um abraço (que não é irônico nem sarcástico),
Leonardo.




Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br