[Talk-br] Digest Talk-br, volume 102, assunto 36

Luis Bahiana luis.bahiana em gmail.com
Quarta Março 22 18:14:39 UTC 2017


Foi apenas uma sugestão..pensando na importância e a praticidade de
trabalharmos com padrões da OGC como o WMS em favor da interoperabilidade..


Em 22 de março de 2017 15:00, <talk-br-request em openstreetmap.org> escreveu:

> Enviar submissões para a lista de discussão Talk-br para
>         talk-br em openstreetmap.org
>
> Para se cadastrar ou descadastrar via WWW, visite o endereço
>         https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
> ou, via email, envie uma mensagem com a palavra 'help' no assunto ou
> corpo da mensagem para
>         talk-br-request em openstreetmap.org
>
> Você poderá entrar em contato com a pessoa que gerencia a lista pelo
> endereço
>         talk-br-owner em openstreetmap.org
>
> Quando responder, por favor edite sua linha Assunto assim ela será
> mais específica que "Re: Contents of Talk-br digest..."
>
>
> Tópicos de Hoje:
>
>    1. Re: Proposal of import: Brazilian Geodetic Network -
>       Alternativa WMS / IBGE (Sérgio V.)
>
>
> ----------------------------------------------------------------------
>
> Message: 1
> Date: Wed, 22 Mar 2017 17:59:47 +0000
> From: Sérgio V. <svolk2 em hotmail.com>
> To: "talk-br em openstreetmap.org" <talk-br em openstreetmap.org>
> Subject: Re: [Talk-br] Proposal of import: Brazilian Geodetic Network
>         - Alternativa WMS / IBGE
> Message-ID:
>         <FR1P152MB0807FFB71B7E802D48075E32903C0 em FR1P152MB0807.
> LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM>
>
> Content-Type: text/plain; charset="iso-8859-1"
>
> Falou pessoal, pensei mais porque o WMS me pareceu prático.
>
> Podemos ir mantendo a proposta de importar direto os pontos, então, valeu.
>
>
> Só tem também ainda as questões que foram aparecendo:
>
> -como fazer conflação (não sei se é o termo mais correto), isto é, passar
> os re-ajustes dos dados para os pontos existentes no histórico (os
> revertidos) e fazer upload (re-reversão com alteração)? Como fazer um merge
> geral? Ou se desse pra baixar o .osm direto no QGIS, como "se" tivesse um
> DBF que pudesse editar e juntar novos campos. Aí seria fácil. Senão acho
> mais viável inserir como novos pontos mesmos (45622 novos nós também não é
> tanto assim... são +/- os nºs de nodes de vias de 01 município bem mapeado
> de 500.000 hab. ,  como Caixas do Sul).
>
> -há pontos de medições mais antigas com não muita precisão nos relatórios,
> em 1" de arco = ~30m, como para Referência de Nível (muitos outros, como
> Estação GPS, estão bem mais precisos, com 4 casas decimais de segundo=
> ~3mm); se aqueles forem medidos novamente no futuro, tem que alterar pra
> melhorar.  Talvez teria que adicionar uma tag indicando a precisão para se
> saber os mais confiáveis? Tipo "GMS:precision=4" para 4 casas decimais de
> segundos, p . ex . ?
>
> -como fazer a manutenção no futuro se tiverem novas medições...? Dá pra
> fazer, aí é buscar pelas "ref=*".
>
>
> Por outro lado, os SHP originais tem a vantagem ainda de que dá pra ter
> dados de altitude, "ele" (WGS84) e "ele:orto"(Ortométrica), o que pode
> ajudar bastante onde os SRTM de curvas de nível do OSM
> (Thunderforest/OpenCycleMap) não tão bons, como na Amazônia.
>
>
> - - - - - - - - - - - - - - - -
>
> Sérgio - http://www.openstreetmap.org/user/smaprs
>
>
> ________________________________
> De: Gerald Weber <gweberbh em gmail.com>
> Enviado: quarta-feira, 22 de março de 2017 14:09
> Para: OpenStreetMap no Brasil
> Assunto: Re: [Talk-br] Proposal of import: Brazilian Geodetic Network -
> Alternativa WMS / IBGE
>
> Concordo integralmente com o Cassio.
>
> abraço
>
> Gerald
>
> 2017-03-22 13:15 GMT-03:00 Cassio Eskelsen <cassio em 3geo.com.br<mailto:cas
> sio em 3geo.com.br>>:
> Discordo totalmente de suspender a importação.
>
> Já discutimos várias vezes a utilidade desses marcos. Se formos começar a
> pendurar camadas WMS no OSM perderemos o sentido de existir o OSM.
>
> Vocês estão criando uma dependência grande de um WMS que possui uma
> disponibilidade baixíssima e que de uma hora para a outra pode nem existir
> mais.
>
> Vários países da Europa importaram sua base de marcos para dentro do OSM,
> não vejo o porquê de ficarmos atrasados nisso.
>
> Você gastou um tempo enorme para organizar esses dados, não podemos
> simplesmente abandonar pq um e outro gringo não entendeu a finalidade.
>
> at
>
> Cassio
>
>
> 2017-03-22 9:19 GMT-03:00 Sérgio V. <svolk2 em hotmail.com<mailto:svo
> lk2 em hotmail.com>>:
>
> Bom dia pessoal,
>
> após sugestão do Luis Bahiana (email abaixo), deu certo colocar todos os
> WMS das Redes Geodésicas do IBGE no JOSM.
>
> Pensei então que, para o propósito de auxiliar no alinhamento de imagens
> (que era o principal do meu ponto de vista), não é necessário importar os
> SHP dos marcos geodésicos (estações de medição da rede geodésica). Basta
> ter como camada auxiliar WMS no JOSM ou iD.
>
> As medições geodésicas podem ir melhorando com o tempo. No SHP ficariam
> desatualizadas. Teria que saber toda vez que muda para alterar. No WMS, já
> ficam atualizadas automaticamente.
>
>
> Além disso, com o link dos relatórios como auxiliar, se pode consultar
> facilmente os demais dados, como: localidade, altitude, coordenadas, etc.
> Para isto, basta copiar a URL básica dos relatórios e substituir no final
> pelo nome (ref) da estação que aparece nos WMS (em zoom próximo).
>
>
> Por exemplo, URL básica:
>
> http://www.bdg.ibge.gov.br/bdg/pdf/relatorio.asp?L1=<http
> ://www.bdg.ibge.gov.br/bdg/pdf/relatorio.asp?L1=90128>
>
> <http://www.bdg.ibge.gov.br/bdg/pdf/relatorio.asp?L1=90128><acrescentar
> nome da estação conforme WMS>
>
>
> Adaptada para a estação "90128" (Monte Roraima):
>
> http://www.bdg.ibge.gov.br/bdg/pdf/relatorio.asp?L1=90128
>
>
> Além disto, há um problema de precisão, se importar direto as coordenadas
> conforme estão no SHP:
>
>
> Muitas estações possuem grande precisão, p.ex 4 casas decimais em segundos
> (~3mm; como a "90128" do Monte Roraima, acima).
>
> Mas muitas outras estações ainda estão em graus/minutos/segundos, com
> precisão de segundo inteiro (sem decimal) .
>
> Ex.: http://www.bdg.ibge.gov.br/bdg/pdf/relatorio.asp?L1=3018T (23 ° 24 '
> 02 " S, 45 ° 37 ' 02 " W)
>
> Ou seja, uma precisão de 1 segundo (inteiro, sem decimal) de arco na linha
> do equador dá uma margem de erro de ~30m.
>
> O que não ajudaria muito a alinhar imagem no OSM, dados, etc, pois fica
> até acima da margem de erro do GPS comum (10-20m).
>
>
> "Por mim", suspendo a proposta de importação dos marcos em SHP, e se pode
> usar os WMS, sempre atualizados.
>
> A princípio, dá pra usar todas as camadas WMS citadas nos metadados no
> INDE direto no JOSM.
>
>
> Vou trocar de tópico a seguir, onde descreverei como usar os WMS do IBGE
> (e do INDE em geral, para as demais camadas de interesse, só que aí tem que
> ainda testar os parâmetros ESRI de GetMap.)
>
> Dá também pra fazer uma wiki tutorial pra estes WMS.
>
>
> - - - - - - - - - - - - - - - -
>
> Sérgio - http://www.openstreetmap.org/user/smaprs
>
>
> >On 2017-03-22 00:48:25 UTC Luis Bahiana wrote:
> >Sérgio Uma coisa que esqueci de mencionar. Voce deve ter notado que no
> Visualizador da INDE em cada tema,clicando com a tecla direita abre um
> menuzinho de download. Então, uma das opções é WMS que é o acronimo de Web
> Map Services. Com isso voce pode servir a sua camada como um geoserviço
> web. Ao invés de baixar um SHP que pode se desatualizar, com o serviço web
> você tem a garantia que tem a versão mais atual. Nunca tentei mas acho que
> é possivel consumir no JOSM não? Abs Bahiana
>
>
> _______________________________________________
> Talk-br mailing list
> Talk-br em openstreetmap.org<mailto:Talk-br em openstreetmap.org>
> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>
>
>
> _______________________________________________
> Talk-br mailing list
> Talk-br em openstreetmap.org<mailto:Talk-br em openstreetmap.org>
> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>
>
>
> -------------- Próxima Parte ----------
> Um anexo em HTML foi limpo...
> URL: <http://lists.openstreetmap.org/pipermail/talk-br/
> attachments/20170322/2f1c1ed8/attachment.html>
>
> ------------------------------
>
> Subject: Legenda do Digest
>
> _______________________________________________
> Talk-br mailing list
> Talk-br em openstreetmap.org
> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>
>
> ------------------------------
>
> Fim da Digest Talk-br, volume 102, assunto 36
> *********************************************
>



-- 

Luis Cavalcanti da Cunha Bahiana

Geógrafo : Coordenação de Geografia - IBGE
-------------- Próxima Parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: <http://lists.openstreetmap.org/pipermail/talk-br/attachments/20170322/99fb2803/attachment.html>


Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br