[Talk-br] Importar endereços da prefeitura de belo horizonte para o openstreetmaps

Alexandre Oliveira rockytvbr em gmail.com
Qui Maio 30 19:34:14 UTC 2019


Eu queria adicionar que tinha levantado essa possibilidade há alguns
meses atrás e até conversei com o Thierry e outros membros da
comunidade sobre a importação destes endereços. O que eu descobri é
que havia um desalinhamento entre a camada da PBH e o dataset do OSM,
porém usei um shapefile diferente. [1]

Não vou escrever muito, mas queria dizer que estive em contato durante
alguns meses com o Augusto Stoffel (que importou uma camada da
Prodabel no projeto OpenAddresses) e nós estávamos pensando em jeitos
de fazer essa importação. Acabou que não recebi nenhuma resposta dele
nos últimos meses. Eu também entrei em contato com o naoliv para pedir
ajuda com este processo, já que ele ajudou o Sergio a importar os
prédios na cidade de Porto Alegre.[2]

O que ele me disse foi que primeiro, precisaremos de fazer uma
correção manual de algumas construções já mapeadas no OSM, para não
perdermos alguns prédios quando realizarmos a importação. Eu comecei a
fazer isso algumas semanas atrás[3], arrumei algumas áreas que estavam
com tags erradas (por exemplo, delimitavam a área de um clube como
"tag=building" e isso complica o processo de importação). Porém, são
mais ou menos 10mil nodes/ways com esta tag em BH e o processo vai ser
meio difícil.

O que foi sugerido pelo naoliv: identificar nodes mapeados com
"tag=building" e fazer a correção manual delas. Ele me passou uma
query do overpass para extrair estes nodes e sugeriu usar o QGIS para
identificar quais tem a maior área, para reduzirmos o número de
prédios que serão excluídos da importação. A query encontra-se aqui:
[4]

E só por curiosidade: BH tem mais ou menos 740mil prédios mapeados na
camada da Prodabel, e o OSM possui em torno de 10mil. O processo vai
demorar um pouco (demora pra caramba pra importar os 740mil prédios no
JOSM), portanto, toda ajuda é bem-vinda!

Se quiser conversar mais sobre este assunto, estou no Telegram ou no
IRC, ou pode ser por aqui mesmo.

[1] https://lists.openstreetmap.org/pipermail/talk-br/2019-February/012593.html
[2] https://wiki.openstreetmap.org/wiki/Pt:Import/Catalogue/Brazil_PMPA_Addresses_Import
[3] https://www.openstreetmap.org/changeset/70091873#map=17/-19.82463/-43.89091
[4] http://overpass-turbo.eu/s/HRU

On 5/30/19, Navegante Doalem <navegante em doalem.com> wrote:
> Prezados,
> Conforme discutido anteriormente, a prefeitura de Belo Horizonte
> disponibiliza uma série de informações da cidade no portal
> https://bhgeo.pbh.gov.br/, no programa de dados abertos
> (https://dados.pbh.gov.br/dataset/portal-bhmap)
>
> Segue um link para uma extensão do programa ogr2osm que traduz os
> dados do servidor WFS consultando a camada BHMAP_ENDERECO_PBH
> e traduz isso para um arquivo .osm que pode ser importado no JOSM.
>
> O programa está disponível em https://github.com/navegantedoalem/ogr2osm
> Caso queira testar, veja o conteiner exemplo em
> https://github.com/navegantedoalem/container_enderecos_bh com
> instruções de como usar.
>
> Este programa pode ser usado para fazer uma importação inicial, que
> deve ser conferida para evitar endereços duplicados, nomes de ruas
> diferentes dos endereços, entre outros problemas, como capitalização e
> padrão do nome das ruas diferente entre a prefeitura e o banco do
> openstreetmaps.
> O plugin coloured streets ajuda a apresentar esses problemas. É
> necessário fazer a correção manual das diferenças de nomes e dos
> endereços já presentes no openstreetmap.
>
> Isto poderia ser uma importação inicial interessante, e pode ser
> extendida para outras cidades que exportam dados WFS.
> Além dos endereços, existe uma série de outros dados que podem ser
> integrados no JOSM usando uma extensão do plugin opendata.
> Não fiz nada a respeito, mas é possível mostrar as camadas da fotos
> ortograficas como fundo do JOSM (preferências/WMS TMS) ou criar um
> plugin para interpretar os dados da mesma forma que é feito para
> alguns provedores da França.
>
> Outra opção é realizar uma importação controlada, usando uma chave de
> correspondência entre os dados da prefeitura e do openstreetmaps,
> permitindo importações incrementais e atualizações.
>
> Nenhuma alteração foi realizada na base principal do openstreetmaps ainda.
>
> O que acham de usar esse tipo de abordagem para importar os endereços
> desta cidade? E de outras cidades usando a mesma abordagem?
>
> _______________________________________________
> Talk-br mailing list
> Talk-br em openstreetmap.org
> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>


-- 
Atenciosamente,
Alexandre Oliveira.



Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br