[Talk-br] Origem dos dados do usuário Eduardo Francis Batista

Fernando Trebien fernando.trebien em gmail.com
Terça Agosto 27 14:42:10 UTC 2013


Parte desse problema foi causado por nao haver uma vigilancia maior
anos atras aqui no Brasil. Eu nao desanimaria se fosse voce, as coisas
vem melhorando, mas nao melhoram da noite pro dia, especialmente
quando a comunidade eh pequena. Numa comunidade envolvida (como na
Europa), essa discussao jah estah bem mais avancada, e eles jah
conseguiram fontes boas o bastante para dispensar as fontes com
restricoes legais. Afinal, essas fontes deixam de ser interessantes a
partir do momento que uma fonte sem restricoes legais estah disponivel
(como seria o caso do OSM caso todos estivessem contribuindo dos seus
proprios tracklogs e tracando sobre o Bing). Entende? O objetivo final
do OSM eh libertar essa informacao cartografica das restricoes legais
e torna-la amplamente disponivel. Mas nao podemos fazer isso
copiando-a, sao as regras do jogo capitalista que estimulam (ao
proteger) as empresas que geraram esses mapas em primeiro lugar.

Eu concordo com voce que um sistema de moderacao poderia nos levar a
atingir esse objetivo mais rapido e com menos percaucos. Hoje essa
moderacao eh feita "informalmente" (quer dizer, o sistema nao impede
voce de fazer a alteracao), mas podemos estabelecer um sistema
informal (onde votamos quem sao os moderadores de cada regiao, o que
devem fazer, que poderes tem, como devem se comunicar com os usuarios,
que responsabilidades tem, etc.). Como temos contato direto com a OSMF
(algo que o cidadao comum geralmente nem sabe que existe), eh muito
provavel que funcione nuns 99,9% dos casos.

2013/8/27 Gerald Weber <gweberbh em gmail.com>:
> 2013/8/27 Nelson A. de Oliveira <naoliv em gmail.com>:
>
>> 2013/8/27 Gerald Weber <gweberbh em gmail.com>:
>>> Acho exagerado afirmar que os dados do Eduardo sejam ilegais. Ele
>>> desrespeitou os termos de uso do Google Earth, mas isto não é a mesma
>>> coisa que estar ilegal. Ele não copiou dados, pelo menos no meu
>>> entender. Ele desenvolveu os mapas ele mesmo, então o trabalho é dele.
>>
>> Não pode utilizar nada em cima do Google porque viola a licença de uso
>> deles. Não tem como escapar disso.
>>
>>
>> http://wiki.openstreetmap.org/wiki/Legal_FAQ#2a._Can_I_trace_data_from_Google_Maps.2FNokia_Maps.2F....3F
>
> Não discordo disto, mas o fato é que ele não usou o Google Earth enquanto
> contribuidor do OSM e sim do TrackSource. E se ele tivesse autorização do
> Google enquanto contribuidor do TrackSource? E se ele tivesse uma licença
> comercial do Google Earth que permitisse usar? Boa pergunta?
>
>> Por isso que eu ando sendo chato nesse assunto: se houver
>> flexibilidade em deixar passar dados que não podem ser utilizados, uma
>> hora isso acaba sendo descoberto (e tendo que ser reparado,
>> prejudicando em muito os que contribuíram em cima deles).
>
> E por isto que andei sendo chato dizendo que precisa de um controle maior
> sobre os usuários.
>
> Pessoalmente acho que qualquer dado antes de entrar na base deveria passar
> por uma validação, especialmente se oriundo de usuários desconhecidos. Um
> processo de endosso seria muito bom também.
>
> Se isto é uma burocracia? É sim, mas eu a acho preferível sobre ter de
> limpar bagunças deixadas na base há anos e depois apagar todos os dados
> subsequentes causando uma quebra generalizada dos mapas. É literalmente
> jogar fora da água suja do banho com o bebê junto.
>
> abraços
>
> Gerald
>
>
> _______________________________________________
> Talk-br mailing list
> Talk-br em openstreetmap.org
> http://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>



-- 
Fernando Trebien
+55 (51) 9962-5409

"The speed of computer chips doubles every 18 months." (Moore's law)
"The speed of software halves every 18 months." (Gates' law)



Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br