[Talk-br] Ferramentas para colaboração em software a partir do Windows (e outras coisas)

Alexandre Magno Brito de Medeiros alexandre.mbm em gmail.com
Domingo Dezembro 14 04:37:12 UTC 2014


*Era: "Re: [Talk-br] Calendário com fotos do Mapillary"*

Edil,

Na confecção dos tutoriais, você pode ganhar muito tempo se usar o Greenshot
<http://getgreenshot.org/screenshots/>, que é, para Windows, como um clone
do Shutter
<http://www.dltec.com.br/blog/linux/aplicativo-linux-para-captura-de-telas-shutter/>.
Veja screenshots nessas duas páginas.

Há poucos dias eu andei reestudando licenças de software e acabei por fazer
uma tradução da Licença Apache 2.0
<https://docs.google.com/document/d/1kQcqh8v0KbXp273FJJacmoGSmj7o5FcmIOjUWgCx_2I/edit?usp=sharing>.
Talvez você queira conhecê-la.

Quando eu quero simplificar as coisas, especialmente com mini projetos (e
essa é a grande maioria das vezes, senão todas), eu opto por adotar aquela
que é mais conhecida como Licença MIT
<https://pt.wikipedia.org/wiki/Licen%C3%A7a_MIT>. Existem várias outras
licenças de código aberto e/ou software livre disponíveis...

Se eu fosse fazer apologia de algum sistema operacional, seria de algum
GNU/Linux. Mas eu não me ocupo disso porque não sou mesmo um "purista" do
Software Livre, e então minhas falas desagradariam militantes, e
provavelmente não ajudariam o Movimento. Faz uns 2 ou 3 meses que dou boot
diário no Windows 7*. Tenho aproveitado isso para conhecer o que hoje
existe de minimamente "agradável" (a mim) nesse sistema. Descobri o
RailsInstaller <http://railsinstaller.org/pt-BR> e o MSYS2
<http://msys2.github.io/>. E é claro, não vão deixar de existir, ou andar
pra trás: Python e Java.

* Meu irmão encostou um notebook com Windows licenciado por aqui, então eu
passei a usá-lo. Como o trambolho não é meu, e também vi uma oportunidade
de me atualizar no Windows (para tender a não falar besteira), o máximo que
fiz não chega a alterar o particionamento: tenho um Ubuntu minimalista
virtualizado.

A quem interessar, anteontem eu publiquei um *build* do gedit 3 for Windows
32 bits <http://alexandre-mbm.github.io/gedit>!

Para Markdown, eu recomendo Haroopad <http://pad.haroopress.com/> com grip
<https://github.com/joeyespo/grip>. Este agora funciona adequadamente no
Windows, por causa de um patch que submeti
<https://github.com/joeyespo/grip/pull/90> também durante essa semana. Uma
coisa tão útil tinha de funcionar no Windows.

Meses atrás eu tive acesso ao que talvez sejam, juntos, o melhor
video-tutorial atual de *Git para Windows*:

   1. Treinamento de GIT
   <https://www.youtube.com/playlist?list=PLiaIfhtFjht53nyo_CD2AuSDrypvyM-Or>,
   por Gapso Analytics
   2. Curso básico de Git
   <https://www.youtube.com/playlist?list=PLInBAd9OZCzzHBJjLFZzRl6DgUmOeG3H0>,
   por RBtech

Eu dou preferência ao segundo porque ele usa modo texto e a pessoa não fica
dependente de algo do Windows. Mas assistir o segundo amplia o horizonte;
você vai encontrar funcionalidades gráficas similares em outras plataformas.

Git — ou melhor, controle de versão, mas "git" por suas "peculiaridades
abrangentes" — é algo que pode potencializar muito qualquer projeto que
parta de código fonte em texto simples. Não é uma ferramenta só para
desenvolvimento de software. Mesmo que a pessoa não pense em colaboração,
gerenciar facilmente as versões é quase sempre algo imensamente vantajoso
até para um pessoa só.

Depois, a pessoa pode usar git dentro do MSYS2, instalado com *pacman*, o
gerenciador herdado do Arch. ← Isso me impressionou muito!

Para projetos pequenos e até médios, o GitHub, com suas *issues*, é capaz
de oferecer "por si mesmo" (quero dizer: muito naturalmente) uma espécie de
"gerenciamento de projetos auto-contido, como algo "orientado a README e
*issues"*, ainda com a opção de complemento no wiki. Uma pessoa que nunca
estudou Engenharia de Software na vida, dependendo das circunstâncias, é
claro, pode ter *seus pequenos projetos* gerenciados com MUITO sucesso se
simplesmente *"abraçar naturalmente os fluxos de trabalho que são próprios
do GitHub (ou ferramenta similar, óbvio)"*. Esse um GRANDE dentre os vários
méritos do serviço.

Por que estou comentando essas ferramentas?

Porque eu sei que muita gente tem dificuldades ou não quer sair do Windows,
e ninguém tem de se ver "obrigado" a fazer isso para "participar" de uma
comunidade; a não ser que a associação privada tenha essa regra formalizada
em seu regimento.

Alexandre Magno

Em 13 de dezembro de 2014 23:04, Alexandre Magno Brito de Medeiros <
alexandre.mbm em gmail.com> escreveu:
>
> Você poderia não esperar "aprender a fazê-lo", e criar, assim, a
> possibilidade de receber *pull requests* surpresas. Para com isso você
> não criar problemas de "egos com esforços perdidos", pode deixar *claro,
> desde o início*, no README, que nem todo *branch* será mesclado ao
> projeto principal.
>
> Alexandre Magno
>
> Em 12 de dezembro de 2014 20:06, Edil Queiroz de Araujo <edileqa em gmail.com
> > escreveu:
>
>> Olá pessoal! O ano tá chegando ao fim... que tal um calendário para o ano
>> que vem com fotos do Mapillary? :)
>> A ideia ainda está em testes, falta alguns melhoramentos e o código é
>> aberto... em breve pretendo disponibilizar no GitHub, assim que aprender a
>> fazê-lo :P
>>
>> Endereço: https://projetorgm.com.br/calendario/
>>
>> Abraços!
>>
>
-------------- Próxima Parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: <http://lists.openstreetmap.org/pipermail/talk-br/attachments/20141214/de11cf5c/attachment-0001.html>


Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br