[Talk-br] Sobre representação de vias e outros temas

Fernando Trebien fernando.trebien em gmail.com
Quarta Janeiro 8 11:36:57 UTC 2014


Excelentes palavras, Sérgio. E seja bem-vindo!

2014/1/8 Sérgio A. J. Volkmer <sergioajv em gmail.com>:
> Prezados,
>
>
>
> Comecei a bem pouco tempo a participar do OSM, como convida a página inicial
> do site  do projeto.
>
>
>
> Sobre a imagem com recorte do mapa do exército (não o possuo por inteiro),
> estava cansado, não expressei direito. Apenas enviei como exemplo, para
> destacar o seguinte: apenas o que é “track” aparece tracejado; o resto das
> não pavimentadas está em linha externa contínua. Se fosse tudo tracejado, me
> parece que ficaria confuso.
>
>
>
>
> Quanto ao resto dos vários temas discutidos, me parece o seguinte:
>
>
>
> Me inscrevi por indicação no talk-br, e já no primeiro dia, ontem, passei o
> dia recebendo postagens que lotaram a caixa de e-mail como nunca tinha
> acontecido.
>
>
>
> Enquanto isto, no pouco tempo em que me é possível, eu tentava contribuir
> locando vias que conheço, rurais e urbanas. Como creio que é o que possa
> fazer a maioria dos colaboradores sem alto grau de conhecimento de todos os
> detalhes.
>
>
>
> A maioria dos novos colaboradores, como eu, creio que não saberá sobre o uso
> completo de todo o universo de “tags” disponível (e provavelmente nunca
> saberá; mesmo entre os colaboradores mais antigos e experientes se vê que há
> divergências; me parece normal). Talvez a maior contribuição do universo de
> colaboradores seja mapear coisas novas que não se conhece, ou onde ainda
> nada está mapeado.
>
>
>
> Já me parece útil. Muito útil.
>
>
>
> Há boas orientações para mapeamento na página
> http://wiki.openstreetmap.org/wiki/Highway, e outras, assim como no
> fluxograma proposto. É evidente que sempre haverá detalhes a melhorar em
> todos os níveis, localmente aqui no Brasil, ou no projeto em geral no mundo
> todo.
>
>
>
> Não sei se é assim em todo o mundo. Apenas que se procure evitar afastar
> novos colaboradores com um altíssimo grau de problematização (e por vezes
> indignação com aquilo que cada um discorda). Ainda não há muita participação
> no OSM. É um projeto aberto; e com seriedade, sim, é o que percebo. Mas se
> perder o prazer de colaborar, não irá muito para a frente.
>
>
>
> Se houver algo de errado nas edições de outros, os mais experientes avisem,
> como agradeço as informações e observações que recebo de outros; ou quem
> entender melhor sinta-se livre para retificar.
>
>
>
> O projeto OSM é muito bacana.
>
>
>
> Saudações, bom dia a todos, bom trabalho,
>
> Sérgio
>
>
>      Sérgio Augusto Jardim Volkmer
>            Arquiteto - CAU/RS 51.179-0
>             M.A. in Philosophy - PUCRS
>
>                 sergioajv em gmail.com
>
> Curriculum: lattes.cnpq.br/5493500986307113
>
>
> Em 7 de janeiro de 2014 23:56, Fernando Trebien <fernando.trebien em gmail.com>
> escreveu:
>>
>> Pessoal,
>>
>> Um colaborador aqui de PoA, o Sérgio, me passou uma cópia de um mapa
>> do exército onde há vias não-pavimentadas representadas de formas
>> diferentes, provavelmente indicando algum sistema de classificação.
>> Repasso pra vocês com a descrição dele. Eis o link pra imagem:
>> http://i.imgur.com/crQ6azE.jpg
>>
>> O mapa se refere a esta região, numa cidade vizinha, onde nunca mexi
>> em classificações de vias:
>> http://www.openstreetmap.org/node/416647003#map=13/-30.2792/-51.0132
>>
>> ---------- Forwarded message ----------
>> From: Sérgio A. J. Volkmer <sergioajv em gmail.com>
>> Date: 2014/1/2
>> Subject: [Talk-br] Mapnik: idÃ(c)ias para representar vias
>> não-pavimentadas
>> To: fernando.trebien em gmail.com
>>
>>
>> Desculpe, foi truncada, faltou completar:
>> O que destaco é que neste caso todas eram não-pavimentadas na época da
>> carta (e continuam sendo, as estradadas menores), e o exército
>> representa deste modo, com linha cheia.
>>
>> Anexo as imagens
>>
>>
>>      Sérgio Augusto Jardim Volkmer
>>            Arquiteto - CAU/RS 51.179-0
>>             M.A. in Philosophy - PUCRS
>>
>>                 sergioajv em gmail.com
>>
>> Curriculum: lattes.cnpq.br/5493500986307113
>>
>>
>> ---------- Mensagem encaminhada ----------
>> De: Sérgio A. J. Volkmer <sergioajv em gmail.com>
>> Data: 2 de janeiro de 2014 17:43
>> Assunto: Re: [Talk-br] Mapnik: idÃ(c)ias para representar vias
>> não-pavimentadas
>> Para: fernando.trebien em gmail.com
>>
>>
>>
>> Apareceu este email quando tentei enviar pelo talk-br; peço apenas
>> confirmar se recebeu.
>>
>> As imagens da carta vão anexas.
>>
>> Marquei 1 a 3 para 1ária a 3ária "neste caso", em modo relativo e não
>> absoluto, na vila de itapuã, onde a 1ária, que leva de Porto Alegre ao
>> centro da localidade, é uma estrada de chão. A 3ária pode bem ser uma
>> service_road neste caso. O sentido, teoricamente, é que no futuro
>> devesse se tornar uma via com 2 pistas separadas.
>>
>> O qé que todas são não pavimentadas, e o exército representa deste modo.
>>
>>
>>
>>      Sérgio Augusto Jardim Volkmer
>>            Arquiteto - CAU/RS 51.179-0
>>             M.A. in Philosophy - PUCRS
>>
>>                 sergioajv em gmail.com
>>
>> Curriculum: lattes.cnpq.br/5493500986307113
>>
>>
>>
>> --
>> Fernando Trebien
>> +55 (51) 9962-5409
>>
>> "The speed of computer chips doubles every 18 months." (Moore's law)
>> "The speed of software halves every 18 months." (Gates' law)
>>
>> _______________________________________________
>> Talk-br mailing list
>> Talk-br em openstreetmap.org
>> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>
>
>
> _______________________________________________
> Talk-br mailing list
> Talk-br em openstreetmap.org
> https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br
>



-- 
Fernando Trebien
+55 (51) 9962-5409

"The speed of computer chips doubles every 18 months." (Moore's law)
"The speed of software halves every 18 months." (Gates' law)



Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br