[Talk-br] Origem dos dados do usuário Eduardo Francis Batista

Fernando Trebien fernando.trebien em gmail.com
Terça Agosto 27 13:04:57 UTC 2013


Bem, quase todas as suas questoes tambem sao duvidas minhas. Sao
coisas nao-respondidas pela lei atual e que seriam uma incognita ateh
que houvesse um julgamento e um juiz/juri decidisse.

Se voce aproveitou os mesmos nodes e ways, acho que seria visto como
trabalho derivado (afinal, voce leu e interpretou a informacao
original). Tambem nao estah claro quando que o trabalho derivado eh
substancialmente diferente o bastante para ser considerado obra
original.

Se o usuario diz que tah limpo, a responsabilidade fica sendo dele
(embora sejamos prejudicados). O que nao queremos eh que grandes areas
continuas tenham sido mapeadas sobre o Google porque isso eh muito
facil de testar. Se voce copiar uma coisa aqui ou ali, eh outra
historia. Se varios usuarios independentes fizerem isso, tambem (eh
dificil pro Google controlar e mesmo acusar qualquer das pessoas nessa
situacao).

Compartilho das suas preocupacoes, e eu acho que estamos num ponto em
que seria necessario algum investimento com um profissional da area
para esclarecer essa questao antes de continuar. Ou, senao, continuar
assumindo os riscos (como fizemos ateh agora).

2013/8/27 Gerald Weber <gweberbh em gmail.com>:
> 2013/8/26 Fernando Trebien <fernando.trebien em gmail.com>:
>> Hm quando que voce editou? Entendi que as edicoes do Eduardo foram
>> todas recentes. Se voce editou sobre os mesmos dados que ele depois
>> que ele editou, sim, isso significa que as suas alteracoes serao
>> perdidas. Nao temos um mecanismo automatico pra voltar atras e depois
>> aplicar o que voce fez, e nem devemos ter: as suas modificacoes sao
>> derivacoes de um trabalho potencialmente derivado de uma fonte ilegal,
>> entao eh trabalho derivado da mesma fonte tambem.
>
> Oi Fernando
>
> Acho exagerado afirmar que os dados do Eduardo sejam ilegais. Ele
> desrespeitou os termos de uso do Google Earth, mas isto não é a mesma
> coisa que estar ilegal. Ele não copiou dados, pelo menos no meu
> entender. Ele desenvolveu os mapas ele mesmo, então o trabalho é dele.
>
> Vou fazer uma analogia para o que eu estou falando. Vamos supor que eu
> esteja indo para Porto Alegre para visitar você para percorrermos as
> ruas e fazermos alguns mapas. Eu chego no aeroporto e alugo um carro.
> No entanto, como não conheço bem a cidade eu peço a você dirigir o
> carro alugado. Neste momento eu estaria desrespeitando o contrato com
> a locadora pois o carro só poderia ser dirigido por mim. Embora seja
> uma violação dos termos do contrato isto não é uma ilegalidade (a
> menos que você não tenha carteira de motorista) e é um problema meu
> com a locadora. A locadora pode me processar, cobrar multa etc, mas
> continua não sendo uma ilegalidade. Da mesma maneira, os dados que
> coletamos com você dirigindo não seriam ilegais.
>
> Mesmo que os dados do Eduardo fossem ilegais, por exemplo fossem uma
> clara violação de Copyright, eu não vejo porque a minha modificação se
> torna automaticamente ilegal. Afinal eu poderia ter simplesmente
> apagado o dado dele e desenhado tudo de novo. Na prática o resultado
> seria exatamente o mesmo. Se eu não aproveitei os mesmos nodes e ways
> a contribuição se "legaliza"?
>
> É isto que vou ter de fazer agora? Apagar os dados que estão lá ao
> invés de modificar? Afinal vai que o cara mapeou usando com software
> pirata? Ou não pagou as prestações do laptop?
>
> O bizarro da situação é que o Eduardo tivesse afirmado que os dados
> foram obtidos somente por procedimentos "limpos"  estaria tudo OK.
> Quantos dados temos na base onde temos somente a palavra do usuário
> garantindo que está tudo OK? Vamos passar a apagar tudo só porque tem
> "Rua"  na tag name?
>
> Como debatemos há alguns dias, a falta de controle sobre os dados
> existentes na base é completo. A afirmei que havia um problema de
> falta de confiabilidade nos dados. Este episódio mostra que é muito
> pior do que isto. De fato nem os mapeadores podem ter a confiança de
> que seu trabalho seja preservado. Já pensou se algum dia se descobre
> que um funcionário do IBGE por preguiça copiou tudo do Google?
>
> Para mim o OSM está se tornando igual a tentar construir um
> arranha-céus direto na areia, sem fazer fundação. Uma hora dasaba
> tudo.
>
> Confesso que estou altamente inclinado a abandonar o OSM. Comecei a
> mapear por hobby e gostei muito. Mas agora perdi a confiança no que
> estou fazendo e estou começando a me aborrecer.
>
> um abraço a todos e boa sorte na limpeza desta bagunça
>
> Gerald
>
> _______________________________________________
> Talk-br mailing list
> Talk-br em openstreetmap.org
> http://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br



-- 
Fernando Trebien
+55 (51) 9962-5409

"The speed of computer chips doubles every 18 months." (Moore's law)
"The speed of software halves every 18 months." (Gates' law)



Mais detalhes sobre a lista de discussão Talk-br